José Eduardo Martins sai da Assembleia de Lisboa com críticas ao presidente da distrital

Em causa está o facto de ter surgido uma lista alternativa para liderar a bancada social-democrata na Assembleia da capital

O social-democrata José Eduardo Martins vai suspender o mandato na Assembleia Municipal de Lisboa após ter surgido uma lista alternativa para liderar a bancada do PSD na Assembleia de Lisboa.

A notícia foi esta noite avançada pela TSF. José Eduardo Martins bate com a porta e deixa críticas ao presidente da distrital de Lisboa, Pedro Pinto.

"Somos muito poucos para haver duas listas. Lamento esta confusão que só pode ter sido promovida pela Comissão Política Distrital. É neste momento que se percebe porque é que o PSD não é mais eficaz na oposição em Lisboa", disse José Eduardo Martins, citado pela TSF.

O DN confirmou que José Eduardo Martins vai mesmo suspender o mandato, depois de ter surgido uma lista alternativa liderada pelo presidente da junta de freguesia da Estrela, Luís Newton. Este deputado municipal encontra-se envolvido no processo Huawei, em que a empresa tecnológica chinesa pagou viagens a um vice-presidente da bancada do PSD, ao presidente da junta de freguesia da Estrela (que já era Luís Newton) e a um vereador do PSD de Oeiras.

Segundo fontes contaram ao DN, esta lista alternativa teve a bênção do líder da distrital de Lisboa do PSD, Pedro Pinto, que terá defendido que a presidência da bancada do PSD na Assembleia Municipal devia ser de um dos presidentes de junta e não do cabeça de lista do partido àquele órgão nas eleições de outubro.

Exclusivos