Já houve 3012 condutores a perderem pontos em meio ano

Seis meses depois da entrada em vigor do novo sistema, apenas oito condutores viram a carta cassada. Mas há mais em risco de perder

Nos primeiros seis meses depois da entrada em vigor da carta por pontos, que se assinalam amanhã, existem já 3012 condutores que perderam pontos no título de condução. Desses, oito já viram o título cassado e 1403 perderam seis pontos, estando a metade dos pontos de perder a carta.

Segundo os dados facultados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) ao DN, existem ainda 1000 condutores a quem foram subtraídos dois pontos, 600 que perderam quatro e um que perdeu oito pontos. Os dados provisórios são do Sistema de Informação e Gestão de Autos (SIGA) da ANSR.

1403 condutores perderam já metade dos 12 pontos

Desde o dia 1 de junho até ao dia 29 de novembro, foram levantados 9 338 autos de contraordenação por condução sob o efeito do álcool acima dos valores legais e 49 442 autos de contraordenação por excesso de velocidade.

Os valores do álcool são impressionantes: para se ter uma ideia, para igual período do ano anterior, foram levantados 8 441 autos de contraordenação por condução sob o efeito do álcool acima dos valores legais. Em contrapartida, no período homólogo de 2015 tinham sido levantadas 120 962 multas por excesso de velocidade.

A ANSR salienta, no entanto, que os valores de 2016 são provisórios, atendendo a que muitos dos autos levantados ainda não estão no sistema, e que isso deve ser tido em conta nas comparações face ao mesmo período de 2015, cujos valores já estão praticamente consolidados.

282 mil autos de contraordenação em seis meses

Desde 01/06/2016 até 29/11/2016 e de acordo com o SIGA, foram levantados 282.237 autos de contraordenação, dos quais 186.435 leves, 77.808 graves e 17.994 muito graves.
Para igual período do ano anterior isto é, de 01/06/2015 a 29/11/2015, foram levantados 527.956 autos de contraordenação, dos quais 359.077 leves, 144.534 graves e 24.345 muito graves.

De registar ainda que nos primeiros seis meses da carta por pontos 49.124 condutores registaram-se no Portal das Contraordenações para verificarem o estado em que se encontram (quantos pontos perderam e se estão perto de perder a carta).

Finalmente, neste período, as três infrações mais cometidas foram, por esta ordem, o estacionamento indevido (na tipificação de infração leve), o excesso de velocidade (na tipificação de infração grave) e o uso indevido do telemóvel.

Ler mais

Exclusivos