Homem morre em piscina municipal

Um homem de 24 anos, monitor de um grupo de jovens em campo de férias, morreu esta segunda-feira nas Piscinas Municipais de Espinho, disseram fontes do INEM e da câmara.

Segundo o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), o alerta foi dado pelas 14.57, tendo o homem sido encontrado em "paragem cardiorrespiratória" pela equipa que se deslocou às piscinas e procedeu a manobras de reanimação, mas acabou por declarar o óbito no local.

Fonte da autarquia contou à Lusa que o indivíduo de Francelos se encontrava nas piscinas na qualidade de monitor de um grupo de jovens de um campo de férias que estava alojado no parque de campismo de Espinho.

A mesma fonte relatou que o homem "estava a nadar quando foi detetado que estava com problemas na água".

"Terá sido uma congestão por ele ter almoçado às 13.30 e não ter esperado tempo suficiente até entrar na água", referiu a mesma fonte, acrescentando que, segundo uma outra monitora do grupo, o indivíduo terá feito "uma aposta, ou algo do género, em como conseguia fazer apneia de uma ponta à outra da piscina", com 50 metros de comprimento.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...