Histórico do PS renuncia ao mandato parlamentar

Alberto Martins, deputado PS eleito pela primeira vez há 30 anos, vai renunciar ao mandato parlamentar. Está previsto que ainda hoje discurse, pela última vez

A renúncia foi esta tarde confirmada ao DN por fonte da direção da bancada - sem que se adiantem razões. Martins foi quem interveio em nome do PS na última sessão solene de comemoração do 25 de Abril.

Eleito pela primeira vez em 1987, e fazendo-se reeleger em todas as eleições legislativas seguintes (excepto na de 2002), Alberto Martins é um dos deputados mais experientes do Parlamento.

Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra - onde se destacou no combate à ditadura -, foi também ministro por duas vezes: da Reforma do Estado (outubro de 1999 a abril de 2002, sendo primeiro-ministro António Guterres) e da Justiça (outubro de 2009 a junho de 2011, com José Sócrates na chefia do Governo).

Foi também líder parlamentar do PS, durante a liderança de António José Seguro - que aliás apoiou até ao fim. Alberto Martins será substituído por Hugo Carvalho, da JS. Quem se seguiria seria outro histórico da vida parlamentar, José Magalhães - que no entanto não aceitou, invocando razões de saúde.