Governo iraquiano já respondeu ao pedido do levantamento de imunidade

Caso das agressões ao jovem de Ponte de Sor

O Governo iraquiano respondeu esta noite ao pedido do levantamento de imunidade diplomática feita pelo estado português relativamente aos dois filhos do embaixador iraquiano, no âmbito das investigações às agressões ao jovem de Ponte de Sor, Rúben Cavaco.

O governo português, no entanto, não revela qual o teor da resposta, cujo prazo terminava às 24:00 desta quinta-feira.

"O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) recebeu hoje, ao final da tarde, a resposta das autoridades iraquianas relativa aos acontecimentos em Ponte de Sor. Essa resposta vai ser analisada e amanhã [sexta-feira] de manhã o MNE emitirá um comunicado", lê-se numa nota do gabinete do ministro Augusto Santos Silva.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros marcou para amanhã, sexta-feira, uma conferência de imprensa sobre este assunto.

A administração iraquiana recusou o primeiro pedido de Portugal nesse sentido.

A 07 de dezembro, Santos Silva chamou o embaixador iraquiano e renovou o pedido de levantamento de imunidade diplomática, no mesmo dia em que a Procuradoria-Geral da República considerou imprescindível essa medida, para que os dois jovens possam ser ouvidos em interrogatório e enquanto arguidos para o esclarecimento dos factos. Com Lusa

Exclusivos