GNR tem a partir de hoje 319 novos militares

A Guarda Nacional Republicana tem a partir de hoje 319 novos militares que vão reforçar o dispositivo territorial de todas as unidades do país a partir de 28 de setembro.

Os 319 novos elementos da GNR prestam, no centro de formação de Portalegre da Escola da Guarda, o compromisso de honra, numa cerimónia que é presidida pela ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa.

O porta-voz da GNR, major Bruno Marques, disse à agência Lusa que os novos militares têm que se apresentar nas unidades territoriais a 28 de setembro e vão sobretudo desempenhar funções de patrulheiros.

Bruno Marques adiantou que todo o dispositivo territorial da GNR vai ser reforçado com este novos elementos.

Este curso de formação de guardas teve início em novembro de 2016 e a maior parte dos formandos realizou um estágio no Algarve durante o verão.

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

Navegantes da fé

Este livro de D. Ximenes Belo intitulado Missionários Transmontanos em Timor-Leste aparece numa época que me tem parecido de outono ocidental, com decadência das estruturas legais organizadas para tornar efetiva a governança do globalismo em face da ocidentalização do globo que os portugueses iniciaram, abrindo a época que os historiadores chamaram de Descobertas e em que os chamados navegantes da fé legaram o imperativo do "mundo único", isto é, sem guerras, e da "terra casa comum dos homens", hoje com expressão na ONU.