GNR apreende arma que militar fora de serviço terá usado em rixa

Arma utilizada pelo militar era pessoal, e não de serviço

A GNR apreendeu a arma de fogo que um militar daquela força, numa altura em que estava fora de serviço, terá empunhado durante um "desentendimento" na via pública registado hoje em Atiães, Vila Verde.

Fonte do Comando de Braga da GNR disse à Lusa que a arma apreendida era "pessoal", e não de serviço.

"A arma foi apreendida e os factos vão ser participados ao Ministério Público", acrescentou.

A fonte não adiantou os motivos do "desentendimento", registado a meio da manhã de hoje, referindo apenas que quando a GNR chegou ao local encontrou "um grupo de três ou quatro pessoas de um lado e o militar do outro".

"Os intervenientes foram identificados e o caso segue para o Ministério Público", disse ainda.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.