GNR apreende arma que militar fora de serviço terá usado em rixa

Arma utilizada pelo militar era pessoal, e não de serviço

A GNR apreendeu a arma de fogo que um militar daquela força, numa altura em que estava fora de serviço, terá empunhado durante um "desentendimento" na via pública registado hoje em Atiães, Vila Verde.

Fonte do Comando de Braga da GNR disse à Lusa que a arma apreendida era "pessoal", e não de serviço.

"A arma foi apreendida e os factos vão ser participados ao Ministério Público", acrescentou.

A fonte não adiantou os motivos do "desentendimento", registado a meio da manhã de hoje, referindo apenas que quando a GNR chegou ao local encontrou "um grupo de três ou quatro pessoas de um lado e o militar do outro".

"Os intervenientes foram identificados e o caso segue para o Ministério Público", disse ainda.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

"Petróleo, não!" Nesta semana já estivemos perto

1. Uma coisa é termos uma vaga ideia de quão estupidamente dependemos dos combustíveis fósseis. Outra, vivê-la em concreto. Obrigado aos grevistas. A memória perdida sobre o "petróleo" voltou. Ficou a nu que temos de fugir dos senhores feudais do Médio Oriente, das oligopolísticas, campanhas energéticas com preços afinados ao milésimo de euro e, finalmente, deste tipo de sindicatos e associações patronais com um poder absolutamente desproporcionado.