França tem novo monumento ao Corpo Expedicionário Português

Homenagem aos portugueses enviados para a Flandres na Grande Guerra teve lugar no município de Beausoleil, sul de França.

O secretário de Estado das Comunidades participou esta sexta-feira na inauguração do Memorial Português no cemitério de Beausoleil, em memória dos soldados portugueses que combateram em França na I Guerra Mundial.

A cerimónia decorreu no âmbito das comemorações do centenário da Grande Guerra, onde grande parte do Corpo Expedicionário Português (CEP) sofreu pesadas baixas durante a batalha de La Lys (9 de abril de 1918).

"Esta batalha constituiu o momento mais dramático e mortal da participação do CEP na Grande Guerra", com "centenas de soldados portugueses mortos em combate e milhares ficaram feridos e foram feitos prisioneiros", referiu José Luís Carneiro, numa cerimónia onde também foi inaugurada uma exposição alusiva a essa participação.

Em português e dirigindo-se aos membros da comunidade lusa radicados na Provence-Alpes-Côte d'Azur, José Luís Carneiro saudou o seu contributo "para o desenvolvimento económico e social" dessa região junto ao Mediterrâneo e como, continuam a "prestigiar Portugal em França" pela forma como estão integrados e são respeitados.

O governante português (já em francês) exprimiu ainda ao presidente da câmara local, Gérard Spinelli, o "profundo agradecimento" das autoridades portuguesas por homenagear o CEMP num local muito distante dos campos de batalha da Flandres.

Presentes na cerimónia estiveram ainda o embaixador de Portugal em França, Jorge Torres Pereira, e os cônsules em Marselha, Pedro Marinho da Costa, e em Nice, Joaquim Pires.

Nesta visita oficial ao sul de França, que inclui a ida à Córsega, José Luís Carneiro inaugura sábado a cátedra Eduardo Lourenço - professor e filósofo português há muito radicado em França - na Universidade de Aix-Marselha, em Aix-en-Provence.

Ler mais

Exclusivos