Foca viva encontrada na praia da Mareta

Uma foca juvenil foi hoje encontrada viva na Praia da Mareta, em Sagres (Algarve), e foi recolhida pela Polícia Marítima, disse à Lusa o comandante do Porto de Lagos, Carvalho Pinto.

Segundo a mesma fonte policial, o animal "estava bem de saúde" e foi avistado por um transeunte que avisou a Polícia Marítima através do 112.

O animal foi depois levado para o Zoomarine, na Guia, Albufeira, um parque temático e oceanográfico que colabora com as autoridades locais e regionais em ações de salvamento e resgate de animais marinhos arrojados na costa Algarvia e que tem primeiro centro português de reabilitação de espécies marinhas, denominado "Porto d'Abrigo do Zoomarine".

O comandante da Capitania de Faro, Malaquias Domingues, adiantou à Lusa, por seu turno, que há vários navios oriundos do Mediterrâneo a navegar muito devagar na costa sul portuguesa, por causa do mau tempo registado na costa Oeste.

Houve mesmo alguns pedidos para esses navios fundearem na costa algarvia, mas devido ao mau tempo não foi autorizado, acrescentou a mesma fonte.

Exclusivos

Premium

história

A América foi fundada também por angolanos

Faz hoje, 25 de agosto, exatos 400 anos que desembarcaram na América os primeiros negros. Eram angolanos os primeiros 20 africanos a chegar à América - a Jamestown, colónia inglesa acabada se ser fundada no que viria a ser o estado da Virgínia. O jornal The New York Times tem vindo a publicar uma série de peças jornalísticas, inseridas no Project 1619, dedicadas ao legado da escravatura nos Estados Unidos. Os 20 angolanos de Jamestown vinham num navio negreiro espanhol, a caminho das minas de prata do México; o barco foi apresado por piratas ingleses e levados para a nova Jamestown. O destino dos angolanos acabou por ser igual ao de muitos colonos ingleses: primeiro obrigados a trabalhar como contratados e, ao fim de alguns anos, livres e, por vezes, donos de plantações. Passados sete anos, em 1626, chegaram os primeiros 11 negros a Nova Iorque (então, Nova Amesterdão) - também eram angolanos. O Jornal de Angola publicou ontem um longo dossiê sobre estes acontecimentos que, a partir de uma das maiores tragédias da História moderna, a escravatura, acabaram por juntar o destino de dois países, Angola e Estados Unidos, de dois continentes distantes.