Feira de S. Mateus, de Viseu, registou "número histórico" de 950 mil visitantes

"Esta conquista é para consolidar no próximo ano", garantiu o presidente da Câmara, Almeida Henriques.

A Feira de S. Mateus, que terminou no domingo, em Viseu, registou este ano um total de 950 mil visitantes, um número considerado "histórico" pelo presidente da Câmara, Almeida Henriques.

"É um número histórico de uma edição histórica da Feira de São Mateus. Ficamos com a ponta dos dedos das mãos a tocar na marca do um milhão de visitantes", sublinhou o autarca.

Os 950 mil visitantes da 623.ª edição do certame, que durou 38 dias, correspondem a um aumento de 100 mil visitantes comparativamente à edição de 2014.

"O projeto de revitalização que temos em curso está a dar bons frutos. A feira reconciliou-se com a sua identidade, com a sua cidade, e tornou-se mais atrativa do que nunca", considerou Almeida Henriques.

Para a organização, houve vários fatores a contribuir para o sucesso deste ano, como o novo "layout" da feira, com a recuperação da avenida central e o palco com vista para o perfil da Sé de Viseu.

Um cartaz de espetáculos e eventos "mais forte e atrativo para todos os públicos", o desenho de luz das portas e do campo da feira e a nova imagem de marca com "uma estratégia de comunicação mais moderna, jovem e urbana" foram outros fatores. "Feirar está-nos no sangue" foi frase usada na estratégia de comunicação deste ano.

Almeida Henriques apontou "a forte adesão do público jovem" como "o sinal mais positivo desta edição".

"Os jovens voltaram à feira. E voltaram em força. Esta conquista é para consolidar no próximo ano", garantiu.

Terminada a 623.ª edição, o próximo objetivo consiste em internacionalizar a secular feira.

"Queremos explorar a proximidade a cidades como Salamanca e a empatia do público espanhol pelas tradições populares portuguesas", frisou o autarca, avançando que será feito "um investimento na qualificação da oferta gastronómica e de artesanato" e uma "promoção além-fronteiras".

Nos próximos meses, serão conhecidos os resultados de um inquérito independente realizado ao longo do certame, estando em análise questões como o impacto económico, a satisfação dos visitantes, a influência de públicos-alvo como os emigrantes e os jovens e a procura por parte de turistas.

Em 2014, segundo a autarquia, a Feira de São Mateus tinha representado "um volume de negócios direto, indireto e induzido de mais de 44 milhões de euros, com um impacto positivo na economia local de mais de 6,5 milhões de euros e na criação de 197 postos de trabalho (num total de 1.071 empregos)".

Ler mais

Exclusivos