Fábrica Adubos de Portugal já retomou atividade total após surto de legionela

A Adubos de Portugal (ADP) retomou a produção na semana passada, depois de ter estado parada mais de um mês no seguimento do surto de legionela na região de Vila Franca de Xira que vitimou 12 pessoas.

"A ADP recebeu, a 26 de dezembro, autorização da Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (IGAMAOT) para retomar a atividade total da fábrica", avançou à agência Lusa uma fonte da empresa.

A IGAMAOT tinha emitido um mandado de suspensão de atividade da fábrica, decisão relacionada com a presença da bactéria legionela numa das torres de arrefecimento da unidade.

Na semana passada, a produção foi retomada, depois de a ADP ter efetuado a operação de limpeza da estrutura e da IGAMAOT ter considerado estarem reunidas as condições para que a produção voltasse a efetuar-se.

No relatório final do surto, divulgado a 15 de dezembro, é referido que a situação de Vila Franca de Xira, registada a partir de 07 de novembro, causou 12 mortos e 375 doentes.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.