Eurodeputado Paulo Rangel candidata-se a vice-presidente do PPE

Eleições realizam-se quarta e quinta-feira em Madrid

O eurodeputado Paulo Rangel (PSD) é um dos 12 candidatos às dez vice-presidências do Partido Popular Europeu (PPE), que realiza um congresso eletivo na quarta e na quinta-feira, em Madrid.

O presidente do PPE - a maior família política europeia e a que pertencem o PSD e o CDS -, o francês Joseph Daul, é candidato à sua sucessão.

Além de Rangel, a lista de candidatos a vice-presidentes do PPE inclui três comissários europeus - a belga Marianne Thyssen, o austríaco Johannes Hahn e o finlandês Jyrki Kataunen - e o vice-presidente do Parlamento Europeu e ex-comissário italiano, António Tajani.

O presidente do PPE é eleito no primeiro dia do congresso e o secretário-geral, os vice-presidentes e o tesoureiro vão a votos na quinta-feira.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.