Estudantes dormem por dois euros na sexta-feira 13

Em contagem decrescente para a segunda sexta-feira 13 de 2012 na vila de Montalegre, a organização do evento proporciona alojamento aos estudantes por "apenas" dois euros, no pavilhão multiusos.

O calendário de 2012 foi "favorável" a Montalegre e reservou-lhe três daquelas datas associadas ao azar (janeiro, abril e julho), nas quais imperará a animação, originalidade, singularidade e a mistura entre o oculto e o profano.

A segunda Noite das Bruxas (13 de abril) acontece antes das tradicionais "queimas das fitas" universitárias (festas dos estudantes), pelo que a organização do evento adotou o mote "QUEIMA"da" e apela os estudantes a "fazerem festa" no Barroso.

O presidente da Câmara de Montalegre, Fernando Rodrigues, explicou hoje à Lusa que para "reforçar" a oferta de alojamento no concelho na noite embruxada, a organização decidiu distribuir pelo pavilhão multiusos 200 colchões, cedidos pelo Regimento de Infantaria 19 de Chaves, para "hospedar" os estudantes.

Assim, os interessados poderão pernoitar no edifício e tomar um banho nos balneários por "apenas" dois euros.

As inscrições deverão ser efetuadas até dia 10 de abril e são limitadas ao número de "camas" disponíveis.

"Com esta iniciativa, atraímos um novo tipo de público (estudantes) e damos-lhe a possibilidade de participar num evento único, a custo reduzido".

Além disso, salientou, como as unidades hoteleiras estão já esgotadas, quer em Montalegre, quer nos concelhos vizinhos, é uma forma de se proporcionar "abrigo" a quem queira participar na noite embruxada.

O objetivo é atrair estudantes universitários de norte a sul do país. Por isso, o cartaz conta também com a presença de tunas.

A organização tem preparado para os visitantes um espetáculo denominado "Os Errantes", com números de acrobacia, exorcismo, e manobras de fogo.

O ponto alto da noite será a preparação da queimada, licor feito à base de aguardente, limão e açúcar, feito pelo padre Fontes, conhecido por "Dom Bruxo", para "espantar" todos os males.

Além disso, os restaurantes da vila têm preparado um jantar amaldiçoado para os convivas e haverá animação nas ruas, bares e discotecas, com desfiles de bruxas.

Este ano, a vila de Montalegre já comemorou a primeira sexta-feira 13 do ano, em janeiro, com um espetáculo inédito no castelo que atraiu milhares de visitantes.

Fernando Rodrigues considerou que esta iniciativa é a "melhor" forma de projetar a vila de Trás-os-Montes e cujo retorno económico é "sempre enorme".

A Câmara de Montalegre organiza a Noite das Bruxas desde 2002, que decorre todas as sextas-feiras 13, sendo já parte integrante do calendário cultural da região.

Ler mais

Exclusivos