Estação dos CTT no centro de Coimbra vai fechar

Espaço na Praça da República será encerrado em breve

A estação dos CTT na Praça da República, em Coimbra, vai ser encerrada nas "próximas semanas", anunciou hoje a União das Freguesias de Coimbra (UFC).

Em comunicado, o presidente da Junta de Freguesia, João Francisco Campos, revelou que o encerramento da loja, numa das zonas mais movimentadas do centro da cidade, será precedido da abertura de um posto dos Correios numa papelaria da zona.

"Fomos informados, via e-mail, que esse posto começará a laborar a partir da próxima segunda-feira, dia 05 de fevereiro, entre as 09:00 e as 19:00, simultaneamente com a estação da Praça da República até ao encerramento desta, que se prevê para as próximas semanas", afirma.

A UFC abrange o território das antigas freguesias da Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu, entre a Baixa e Alta de Coimbra.

"Desde o final do ano passado" que a autarquia "tem conhecimento do possível encerramento da estação dos Correios da Praça da República", segundo a nota.

O encerramento foi confirmado, telefonicamente a João Francisco Campos, "por um representante dos Correios de Portugal, no final da segunda semana de janeiro, tendo sido comunicada pelo executivo aos elementos da Assembleia de Freguesia", na sua última reunião, no dia 17.

"Lamentamos o fecho de mais uma estação dos Correios. Sejam quais forem os motivos, quem perde são as populações e os utentes", adianta o autarca, esperando "que a solução agora encontrada consiga dar resposta ao trabalho que antes era executado por vários funcionários altamente qualificados".

Para o presidente da Junta, "não basta encontrar um parceiro, é necessário dotar o mesmo dos meios financeiros para efetuar um trabalho que é público e deveria ser universal".

Entretanto, também hoje a administração dos CTT anunciou o encerramento da estação de correios do Amial, no Porto, que irá ser substituída por uma loja a instalar junto ao hospital São João.

Nenhuma destas duas estações consta da lista de 22 lojas dos CTT com previsão de fechar divulgada a 02 de janeiro.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.