Escola portuguesa de design realiza 1º seminário em Pequim

Alunos da Escola Superior de Artes e Design (ESAD), de Matosinhos, concluíram hoje um inédito seminário na Academia Central de Belas Artes da China, em Pequim, abrindo caminho à criação de um curso de mestrado conjunto.

"É a aliança perfeita entre o 'know how' e a criatividade portuguesas e a capacidade de produção dos chineses", disse o coordenador internacional da ESAD, Emanuel Barbosa, acerca do projeto.

"Eles (a Academia Central de Belas Artes da China, conhecida pela sigla CAFA) estão muito interessados", acrescentou.

Será um mestrado de dois anos - um na China, outro em Portugal - e segundo o mesmo responsável, poderá arrancar no ano letivo 2015/16.

Entretanto, ainda este ano, a ESAD irá receber estudantes chineses.

O referido seminário, o primeiro do género promovido pela ESAD fora da Europa, decorreu durante duas semanas nas instalações da CAFA, com 11 estudantes portugueses e 21 chineses, acompanhados por cinco professores das duas escolas.

"O equipamento e as condições de trabalho da CAFA são muito boas. Eles têm toda a última tecnologia", referiu Emanuel Barbosa.

Exclusivos