EPIS lança fundo de 250 mil euros para apoiar 200 estágios

O fundo criado pela associação EPIS - Empresários pela Inclusão Social vai apoiar alunos "em risco de exclusão social e apoiará estágios de seis meses". Montante começa a ser disponibilizado em outubro.

A associação, que tem apoia alunos com insucesso, anuncia hoje, ao final da tarde, a criação de um fundo de apoio que pode chegar a 200 jovens até ao final de 2013. Um investimento que, segundo o comunicado da EPIS, pode chegar aos 250 mil euros.

O Fundo de Inserção Profissional EPIS visa apoiar estágios profissionais, em ambiente empresarial, destinado a facilitar a formação e inserção de jovens em risco de exclusão social no mercado de trabalho.

A ação será desenvolvida nos concelhos onde a EPIS atua e abrange jovens que "tendo um histórico de insucesso ou abandono escolar marcado, e estando em programas da EPIS com boa dedicação e resultados, queiram optar por uma via profissional no momento em que completam o 9.º ano de escolaridade e atingem os 18 anos". Os concelhos envolvidos são Matosinhos, Paredes, Pampilhosa da Serra, Amadora, Sesimbra e Setúbal. A partir de setembro, a EPIS vai passar a estar presente nos concelhos do Porto, Sintra, Évora e São Brás de Alportel.

A EPIS tem desenvolvido programas de combate ao insucesso e ao abandono escolar. Desde 2007, já foram acompanhados mais de 10 mil estudantes.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.