"É importante garantir um contrato de trabalho e proteção social"

Eurodeputada Maria João Rodrigues falou esta terça-feira na conferência que assinala os 153 anos do DN, numa mesa onde estiveram Silva Peneda e Marinho e Pinto

"É importante garantir que qualquer pessoa tenha acesso a duas coisas básicas: um contrato de trabalho e proteção da segurança social ao longo da vida". Exigências defendidas pela eurodeputada do PS Maria João Rodrigues, na manhã desta terça-feira no segundo dia das conferências que assinalam os 153 anos do Diário de Notícias.

Um debate em que também participaram o ex-ministro e conselheiro da Comissão Europeia Silva Peneda e o eurodeputado do PRD Marinho e Pinto, e que necessariamente passou sobre o papel do Estado e a importância do Estado Social.

Maria João Rodrigues defende novos modelos de financiamento da Segurança Social, que não incidem apenas sobre o trabalho mas mais sobre a riqueza e que, por isso mesmo, sejam transversais aos empregos que a pessoa vai tendo ao longo da vida.

Defendeu também uma nova divisão do tempo de trabalho e do tempo familiar. Princípios com os quais os outros intervenientes estiveram, na generalidade, de acordo, num mesa moderada pelo diretor-adjunto do DN Paulo Tavares.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.