Duas horas na fila para ter vaga na nova piscina do Areeiro

As inscrições para as aulas de natação na antiga piscina municipal de Lisboa estão abertas. Preços, localização e qualidade convencem os habitantes.

Quando Carolina Silva decidiu que iria inscrever ontem de manhã os dois filhos na natação no Complexo Desportivo Supera Areeiro - antiga Piscina Municipal do Areeiro (Lisboa) - nunca imaginou que precisaria de duas horas para o fazer. No primeiro dia em que o espaço aceitou inscrições de sócios não inscritos em cursos na época passada foram dezenas as pessoas que afluíram à Avenida de Roma em busca de uma vaga para os mais pequenos.

Pelas 14.00, o ambiente estava bastante mais calmo, mas as justificações para a escolha não se alteraram - uma combinação entre bons preços, qualidade e boa localização das instalações que reabriram na primavera totalmente renovadas, depois de terem encerrado em 2006 devido ao seu acentuado estado de degradação.

"Está muito melhor", diz, com a tranquilidade de quem precisara de apenas uns minutos para inscrever a filha na natação, Fernanda Norberto. A criança já estava inscrita na época desportiva anterior e por isso até já podia ter garantido vaga na semana passada, quando abriram as inscrições para quem se encontrava nessas condições. Quem não for sócio só poderá inscrever-se a partir de segunda-feira, e só se tiver frequentado aulas anteriormente. Quem se queira estrear terá de esperar até à quinta-feira seguinte, dia 3.

O DN perguntou à gestora do Complexo Desportivo Supera Areeiro se poderia garantir que, quando se chegar à última fase de inscrições, haverá vagas disponíveis, mas não obteve resposta em tempo útil. Carolina Silva garante que na receção não asseguram que nessa altura existam lugares abertos para bebés. Alguns dos horários estavam já preenchidos ainda a manhã não terminara. "Este sistema garante a continuidade da aprendizagem dos alunos que começaram a aprender connosco, conservando a sua vaga. E os sócios têm prioridade porque já confiaram em nós para o seu treino e este privilégio contempla-se nos benefícios de conceder essa confiança", explica a empresa espanhola, na sua página oficial no Facebook, em resposta a uma potencial cliente que, dia 10, expressou a sua indignação por só poder inscrever o filho bebé a partir de 3 de setembro. O autor do esclarecimento adianta que, "em todo o caso, é provável que no dia da inscrição livre" ainda existam vagas.

Os cursos de natação para bebés, cujos preços variam entre os 10,92 euros para sócios e 14,48 euros para não-sócios, são apenas uma pequena parte da oferta do complexo dotado de uma piscina de 25 por 12,5 metros, outra de 12,5 por 8 metros, uma zona de spa (com hidromassagem, banho turco, fonte de gelo e sauna, entre outros), uma sala de fitness com mais de 900 m2, uma de bike e três destinadas a aulas de grupo.

Por cerca de 70 euros mensais, toda a família de Carolina Silva poderá frequentar a antiga piscina municipal do Areeiro, para natação ou outras atividades. São quatro pessoas, entre as quais duas crianças. No ginásio que frequentava até agora pagaria sensivelmente o mesmo pela sua frequência e pelas aulas de natação da filha mais velha. Não tem, por isso, dúvidas de que a espera de duas horas compensou.

Abertura foi anunciada para 2012

Inaugurado oficialmente em julho, o Complexo Desportivo Supera Areeiro abriu ao público na primavera, depois de sucessivos adiamentos na concretização da sua requalificação. Encerrada em 2006 a par da dos Olivais e do Campo Grande, a antiga piscina municipal do Areeiro foi uma das três que, em 2009, a Câmara Municipal de Lisboa tentou concessionar em conjunto, tendo em vista a sua recuperação. O concurso público acabaria, contudo, por ficar deserto.

Seguiram-se três concursos individuais e em 2011 chegou mesmo a ser anunciado que os três complexos, todos inaugurados na década de 1960, reabririam, no verão do ano seguinte, reconvertidos em ginásio e spa. O dos Olivais abriu no último mês de fevereiro e o do Campo Grande aguarda ainda o início das obras. Estão ambos concessionados ao grupo Ingesport, também espanhol (ver caixa).

O aumento do IVA de 6% para 23% na prática de atividades e as dificuldades de financiamento dos promotores junto da banca foram algumas das causas avançadas para os sucessivos atrasos. As concessões têm uma duração de 35 anos e os concessionários estão obrigados a transferir 3% dos lucros anuais para o município.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Brexit

"Não penso que Theresa May seja uma mulher muito confiável"

O diretor do gabinete em Bruxelas do think tank Open Europe afirma ao DN que a União Europeia não deve fechar a porta das negociações com o Reino Unido, mas considera que, para tal, Theresa May precisa de ser "mais clara". Vê a possibilidade de travar o Brexit como algo muito remoto, de "hipóteses muito reduzidas", dependente de muitos fatores difíceis de conjugar.