Rapaz de 18 anos morre em acidente com autocarro de viagem de finalistas

Um morto e 47 feridos despiste de um autocarro no IP2, entre o nó de Arez e a Barragem de Fratel

Uma pessoa morreu num despiste de autocarro que ocorreu este domingo à tarde no IP2, no concelho de Nisa, distrito de Portalegre. Ficaram feridas 47 pessoas. Os passageiros são maioritariamente jovens, entre os 18 e os 23 anos, que estavam a regressar de uma viagem de finalistas a Espanha. Os feridos são ligeiros.

A vítima mortal é um jovem de 18 anos, confirmou o secretário de Estado Adjunto e da Saúde. Inicialmente tinha sido avançado que a vítima mortal tinha 20 anos. O jovem será natural de Tortosendo, Covilhã, segundo a SIC. Também tinham sido avançados quatro feridos em estado grave, que afinal revelaram ter apenas ferimentos ligeiros.

Segundo disse fonte da GNR de Portalegre à Lusa, o autocarro seguia com 48 passageiros e um condutor.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) acrescenta que os passageiros são maioritariamente jovens entre os 18 e os 23 anos e provenientes da Covilhã e Belmonte, que estavam a regressar de uma viagem de finalistas.

Alguns dos alunos são da Escola Frei Heitor Pinto, na Covilhã.

Até ao momento, o Hospital Dr José Maria Grande, de Portalegre, recebeu sete feridos. Ao Diário de Notícias, o presidente do conselho de administração desta unidade hospitalar, João Moura Reis, refere que os feridos estão a ser tratados de acordo com as patologias que apresentam e estão "a receber apoio psicológico".

Uma outra pessoa com ferimentos ligeiros foi encaminhada para o hospital de Castelo Branco. Os restantes feridos estão a ser avaliados no local do acidente.

Quanto ao hospital de Abrantes, concentra a unidade médico-cirúrgica do serviço de urgência do Centro Hospital Médio Tejo e já acionou o plano de contingência de catástrofes de nível 1 para receber os feridos graves do acidente, disse à Lusa a diretora clínica do hospital, Cristina Gonçalves.

O despiste ocorreu no Itinerário Principal 2 (IP2), entre o nó de Arez e a Barragem de Fratel. O trânsito nesta zona está cortado nos dois sentidos.

De acordo com a página oficial da Proteção Civil, o acidente ocorreu pelas 17:56, na freguesia de Arez e Amieira do Tejo, concelho de Nisa, e no local estão 41 veículos, 100 operacionais e um meio aéreo.

A secretária de Estado da Saúde, Rosa Matos, está a caminho do local do acidente e o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, dirige-se para o hospital de Abrantes para acompanhar a situação dos feridos.

Segundo fonte da GNR de Portalegre, o acidente está a ser investigado pelo Núcleo de Investigação de Crimes de Acidentes de Viação da GNR (NICAV).

Atualizado às 22:52. Corrige a informação da idade da vítima mortal para 18 anos, em vez de 20 e o número de feridos graves de quatro para zero.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.