Desacatos no Hospital S. João. Enfermeiros agredidos e PSP escapa a atropelamento

Agente chegou a disparar a arma para assustar os agressores

As Urgências do Hospital de São João, no Porto, foram esta terça-feira à noite palco de desacatos, com pelo menos quatro indivíduos a agredirem dois enfermeiros e um auxiliar de ação médica.

Os incidentes ocorreram na zona da triagem e, segundo o Jornal de Notícias, só terminaram com a intervenção de um dos agentes da PSP de serviço no local.

Após a intervenção do agente, que segundo o JN chegou mesmo a efetuar um disparo com a arma de serviço de forma a assustar os agressores, este foi ainda alvo de uma tentativa de atropelamento, quando os autores dos desacatos se puseram em fuga.

Os incidentes aconteceram cerca das 23:00.

Ler mais

Exclusivos

João Almeida Moreira

DN+ Cadê o Dr. Bumbum?

Por misturar na peça Amphitruo deuses, e os seus dramas divinos, e escravos, e as suas terrenas preocupações, o dramaturgo Titus Plautus usou pela primeira vez na história, uns 200 anos antes de Cristo, a expressão "tragicomédia". O Brasil quotidiano é um exemplo vivo do género iniciado por Plautus por juntar o sagrado, a ténue linha entre a vida e a morte, à farsa, na forma das suas personagens reais e fantásticas ao mesmo tempo. Eis um exemplo.