Dadores de sangue vão ficar isentos de taxas moderadoras

Isenção total vai abranger 126 mil dadores de sangue e foi hoje anunciada pelo ministro da Saúde.

Os dadores de sangue vão passar a ficar totalmente isentos do pagamento de taxas moderadoras no SNS, nomeadamente quando se dirigirem aos hospitais. Atualmente, têm uma isenção parcial que abrange apenas os cuidados de saúde primários. Ao todo, serão abrangidos 126 619 utentes, de acordo com dados de novembro facultados pelo Ministério da Saúde.

A medida foi hoje anunciada pelo ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, durante a vista que fez ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, onde visitou o serviço de cirurgia cardiotorácica e inaugurou as novas salas de hemodinâmica e pacing.

Os dadores de sangue perderam o direito à isenção total há alguns anos, no âmbito de uma alteração que ficou a cargo do ministro Paulo Macedo. Apesar de haver um maior número de utentes isentos, muitos passaram apenas a sê-lo em parte, seja no âmbito de cuidados associados apenas à sua doença crónica, ou quando se dirigiam aos cuidados primários.

A isenção total implica o não pagamento de qualquer taxa, seja em exames, consultas ou urgências.

Recentemente foi anunciada pelo Ministério a redução de taxas moderadoras de forma global, bem como a ausência de pagamento de taxa para quem é enviado pela Linha de Saúde 24 ou pelos centros de saúde para a urgência.

Ler mais

Exclusivos