Centeno responde a dúvidas do PSD: "As previsões são o que são"

O ministro das Finanças foi confrontado pelo eurodeputado social-democrata, José Fernandes, sobre as previsões da Comissão Europeia para este ano.

Mário Centeno lembrou que, pela primeira vez, o crescimento português convergiu com o da zona euro, depois de ser questionado pelo eurodeputado José Manuel Fernandes sobre a possibilidade de Portugal ficar abaixo da média europeia este ano.

No primeiro "diálogo económico" com a comissão de Assuntos Económicos do Parlamento Europeu desde que assumiu a presidência do fórum de ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo), Centeno foi confrontado pelo eurodeputado social-democrata sobre as previsões da Comissão Europeia. Está previsto que Portugal crescerá menos do que a média europeia este ano.

"O que é que o presidente do Eurogrupo recomenda ao Governo e ao ministro das Finanças de Portugal para inverter a situação?", inquiriu José Manuel Fernandes, o coordenador do Partido Popular Europeu (PPE) na Comissão de Orçamentos do PE.

"Eu, enquanto presidente do Eurogrupo, recomendaria a todos os países da área do euro para manterem o excelente trabalho que tem sido feito em cada um desses países, no sentido de promover a estabilidade das contas públicas, a estabilidade do sistema financeiro e a melhoria da competitividade da área do euro", começou por responder Centeno.

O ministro das Finanças recordou que, neste momento, decorre "o mais prolongado período de crescimento da área do euro, de que todos os países estão a beneficiar, incluindo Portugal, que pela primeira vez neste processo converge com a área do euro em 2017".

Centeno, que defendeu "as previsões são o que são", enfatizou que, enquanto ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo, ficaria "muito contente se todos os países crescessem de forma tão robusta como parece que vai acontecer, incluindo Portugal".

Insatisfeito com a resposta do presidente do Eurogrupo, José Manuel Fernandes repetiu a questão, mas viu o moderador dar a palavra a outro eurodeputado.

Na sua condição de presidente, Mário Centeno encontra-se em Bruxelas desde segunda-feira, dia 19 de fevereiro, tendo presidido nesse dia aos trabalhos do fórum de ministros das Finanças da zona euro.

Participou também, no dia seguinte, num debate sobre o "semestre europeu" no Parlamento Europeu, onde regressou hoje, 21 de fevereiro, para o "diálogo económico" com os deputados da comissão de assuntos económicos.

Ler mais

Exclusivos