Catarina Martins exorta administradores da Caixa a cumprirem a lei

Coordenadora do BE considerou "lamentável" e "escusado" o debate dos últimos dias

A coordenadora do Bloco de Esquerda disse hoje, em Santarém, esperar que os administradores da Caixa Geral de Depósitos (CGD) entreguem rapidamente as suas declarações de rendimentos, depois de um "consenso tão lato" que inclui o Presidente da República.

Catarina Martins, que hoje participou em Santarém numa sessão pública sobre o Orçamento do Estado para 2017, considerou "lamentável" e "escusado" o debate gerado nos últimos dias pela recusa dos administradores da CGD de entregarem as suas declarações de rendimentos e património ao Tribunal Constitucional.

"Agora até o Presidente da República vem dizer que a lei é claríssima e têm que entregar. Aqui não há nenhum problema com a lei, há o problema do conselho de administração da Caixa Geral de Depósitos não estar a cumprir a sua obrigação que já está na lei", disse, acrescentando esperar que as declarações sejam entregues "rapidamente" ao Tribunal Constitucional.

"Depois de um consenso tão lato, da esquerda à direita, que inclui o Presidente da República, que já explicaram, com desenho e tudo, aos administradores da Caixa que eles têm que entregar a declaração de rendimentos e património no Tribunal Constitucional, a administração da CGD terá que fazer isso mesmo", frisou, sublinhando que "um Estado de direito, um Estado que se leva a sério, uma democracia a sério, não permite que uns quantos banqueiros decidam que não cumprem as regras desse mesmo Estado".

Ler mais

Exclusivos