Praia em Vilar de Mouros congratulada com bandeira azul "histórica"

"A praia fluvial das Azenhas nunca tinha hasteado a Bandeira Azul. É a primeira vez. É histórico",disse o autarca local

O presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves congratulou-se, esta sexta-feira, com a atribuição "histórica" da Bandeira Azul à praia fluvial das Azenhas, em Vilar de Mouros, aldeia que acolhe o mítico festival de música com o mesmo nome.

"A praia fluvial das Azenhas nunca tinha hasteado a Bandeira Azul. É a primeira vez. É histórico", disse hoje à Lusa Miguel Alves.

A praia fluvial das Azenhas, em Vilar de Mouros, é a nova entrada na lista de praias fluviais que, este ano, vão ostentar a Bandeira Azul atribuída pela Associação Bandeira Azul da Europa.

Os espaços portugueses onde serão hasteados, este ano, os galardões foram anunciados, hoje, no Oceanário de Lisboa.

"Temos uma mão cheia de bandeiras azuis nas nossas praias"

Além daquela praia pluvial, o concelho de Caminha vai erguer aquele símbolo de qualidade ambiental nas praias costeiras de Caminha, Moledo, Vila Praia de Âncora e Forte do Cão.

"O concelho de Caminha teve hoje uma enorme vitória. Temos uma mão cheia de bandeiras azuis nas nossas praias. Temos uma economia fortemente sustentada no turismo e este trabalho de formiguinha que vai qualificando o nosso espaço público e a nossa paisagem é a melhor garantia de futuro", sublinhou o autarca socialista.

Miguel Alves referiu que quando tomou posse, em 2013, o "concelho tinha três bandeiras azuis".

"Há uns anos, recuperamos a Bandeira Azul em Vila Praia de Âncora e temos sabido mantê-la. Agora ganhámos a quinta bandeira graças ao trabalho que temos feito em Vilar de Mouros. Temos das melhores praias da Europa. Cinco das melhores", destacou.

Em Viana do Castelo, oito praias vão voltar a ostentar o galardão hoje atribuído pela Associação Bandeira Azul da Europa.

A bandeira será hasteada nas praias de Afife, Arda (Mariana), Paçô, Carreço, Norte, Cabedelo, Amorosa e Castelo de Neiva.

Em 2017, a Bandeira Azul foi hasteada em 320 praias, mais seis atribuições do que em 2016. O galardão foi entregue também a 14 marinas, menos três do que no ano passado, e a cinco eco embarcações turísticas

Viana do Castelo mantém também um dos três Centros Azuis atribuídos à região norte do país. O Centro Azul da capital do Alto Minho será instalado no Centro de Mar, a bordo do navio Gil Eannes.

No total, o júri internacional distinguiu 332 praias portuguesas, 18 em Portos de recreio/marinas e sete embarcações ecoturísticas.

As cerimónias oficiais de hastear das primeiras Bandeiras Azuis de 2018 irão decorrer designadamente na praia Torreira, concelho de Murtosa (Centro) dia 1 de junho, na praia fluvial de Monsaraz em Reguengos de Monsaraz (Alentejo), dia 4 de junho e na Marina de Gaia (Vila Nova de Gaia) no dia 19 de junho.

Em 2017, a Bandeira Azul foi hasteada em 320 praias, mais seis atribuições do que em 2016. O galardão foi entregue também a 14 marinas, menos três do que no ano passado, e a cinco eco embarcações turísticas.

Das 320 praias distinguidas no ano passado, localizadas em 83 concelhos, 292 são praias costeiras e 28 praias fluviais.

Em comparação com a atribuição a nível internacional, Portugal foi, em 2017, o sexto país com mais galardões conferidos - quando em 2016 era o 5.º, mas continuava a apresentar mais de 55% das suas praias galardoadas.

Ler mais

Exclusivos