Lisboa. Amanhã há novo concurso para casas com rendas até 370 euros

Até dia 22 estão abertas as candidaturas para 36 casas de rendas acessíveis

A Câmara Municipal de Lisboa abre esta segunda-feira um concurso para 36 habituações municipais no âmbito do Programa da Renda Convencionada, com rendas entre os 124 e os 373 euros. As habitações que englobam a 18.ª bolsa de fogos disponibilizada ao abrigo deste programa "variam entre T0 e T3".

"A nova bolsa de arrendamento acessível inclui casas espalhadas por várias freguesias da cidade, nomeadamente Areeiro, Beato, Benfica, Lumiar, Marvila, Olivais, Santa Clara e Santa Maria Maior", refere a Câmara de Lisboa num comunicado.

A autarquia aponta que "este concurso acontece no seguimento de mais uma fase de obras de reabilitação nos imóveis, já terminadas ou em curso", e "tal como nas anteriores edições, estas casas poderão ser visitadas por todos os interessados". As candidaturas, que abrem na segunda-feira, vão prolongar-se até dia 22 de julho.

A Câmara de Lisboa refere que todas as informações podem ser obtidas através do site www.rehabitarlisboa.cm-lisboa.pt, mas para esclarecimentos adicionais "os candidatos têm à sua disposição o número de telefone 217989696", ou o e-mail rendaconvencionada@cm-lisboa.pt.

"O Programa Renda Convencionada, vertente totalmente pública de habitação a preços acessíveis, já afetou mais de 300 habitações e foi essencial para a identificação da carência e falha de mercado na faixa populacional de rendimentos intermédios", salienta o município.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.