Câmara de Lisboa inaugura Terraços do Carmo e Elevador de Santa Luzia na quarta-feira

As obras nesta zona ainda integram o plano de recuperação do Chiado após o grande incêndio de 1988.

A Câmara de Lisboa inaugura na quarta-feira os Terraços do Carmo e o Elevador de Santa Luzia, duas infraestruturas que, segundo a autarquia, "favorecem a mobilidade" na cidade.

De acordo com a informação hoje divulgada pelo município, as cerimónias iniciam-se às 09:45 nos Terraços do Carmo, seguindo-se um percurso pedonal entre as duas obras para depois, às 11:30, ser inaugurado o Elevador de Santa Luzia.

"Inserida no plano de recuperação e reabilitação dos Terraços do Carmo, após o incêndio de 1988, a ligação entre a Rua Garret e as ruínas do convento vence o desnível existente e cria um espaço de lazer", aponta o município, acrescentando que "o Elevador de Santa Luzia permite uma rápida ligação entre o coração de Afama e o miradouro de Santa Luzia".

No evento estarão presentes o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina e o arquiteto Carlos Castanheiro, em representação de Siza Vieira (autor do projeto dos Terraços do Carmo), bem como os arquitetos Mónica Mendes Godinho e Frederico Valsassina (do Elevador de Santa Luzia).

Em meados de abril, o vereador do Urbanismo da autarquia, Manuel Salgado, assegurou que estavam "a ser finalizados" para em breve serem inaugurados os Terraços do Carmo.

O autarca salientou, na ocasião, que estes terraços "vão ser a descoberta de mais um local mágico da cidade de Lisboa".

As obras nesta zona integram o plano de recuperação do Chiado após o grande incêndio de 1988.

Segundo a informação disponível na página da internet da Câmara de Lisboa, "a ligação do percurso pedonal do Pátio B ao Largo do Carmo e aos Terraços do Carmo constitui um projeto estruturante e estratégico para a Baixa-Chiado que permitirá concluir o estabelecido no plano de pormenor e nos planos particularizados para esta zona".

O objetivo é, assim, acabar com o "desnível topográfico existente entre a plataforma do Pátio B e o portal sul do Convento do Carmo, articulando os espaços de forma integrada e aliando a valorização patrimonial deste local à criação de um espaço público de lazer nos Terraços do Carmo como prolongamento natural do percurso pedonal", lê-se no 'site'.

Já o Elevador de Santa Luzia insere-se nas novas acessibilidades à colina do Castelo de São Jorge, que visam atenuar as barreiras impostas pela topografia do terreno e pelas características do tecido urbano desta área histórica, através da introdução de meios mecânicos.

Este elevador irá ligar a Rua Norberto de Araújo ao Miradouro de Santa Luzia, acabando com um desnível de cerca de 15 metros.

"A partir do miradouro, o percurso em direção ao Castelo seguirá pela Travessa de Santa Luzia, pelo Largo do Contador-Mor e pela Travessa do Funil até encontrar a Porta Sul da Cerca Velha", pode ler-se na página da autarquia.

Além deste, existem três percursos que devem estar concluídos ainda este ano: um na Graça (para ligar o Miradouro Sophia de Mello Breyner Andersen à Alta Mouraria através de um funicular), outro na Mouraria (ligação contínua entre o Martim Moniz e o Castelo de São Jorge, por escadas rolantes) e ainda outro na Sé (entre o Campo das Cebolas e o Largo da Sé, por elevador).

Ler mais

Exclusivos