Bombeiros "do calendário" vencem competição

Os Bombeiros Sapadores de Setúbal venceram este fim de semana o primeiro "Firefighter Challenge" Portugal e vão representar o nosso país nos EUA, na versão mundial da competição. Grupo procura agora patrocinadores para financiar viagem.

O grupo de bombeiros que se tornou conhecido com a realização de um calendário ousado voltou este fim de semana a ser notícia. Foram os vencedores, entre 21 equipas de norte a sul do País, do primeiro "Firefighter Challenge" português.

A competição tem um circuito de 91,5 metros que inclui uma estrutura de andaimes, 40 degraus que as equipas sobem a correr, tábua pesadas que são passadas entre os elementos da equipa, jatos de água que tem de acertar em alvos e bonecos de 80 quilos que têm de ser arrastados. "São os dois minutos mais duros da vida deles", descreve ao DN Pedro Simões, da Redswat, a empresa organziadora.

Os cinco elementos de Setúbal fizeram o percurso num minuto e 19 segundos. Uma marca que deixa pedro Simões confiante: "Vamos arrasar nos EUA". Mas para chegar lá os Sapadores de Setúbal têm ainda de conseguir financiar a viagem.

"Temos estadia garantida num quartel que tem servido de acolhimento nos outros anos e a inscrição de 5000 dólares tficou garantida com a nossa vitória. Agora falta arranjar verbas para fazer a viagem", explica Daniel André, um dos elementos vencedores.

A competição internacional está marcada para os dias 3 a 9 de novembro, em Phoenix, nos EUA. Vão estar presentes corporações de bombeiros da Austrália, Nova Zelândia, França e Alemanha, entre outros. O "Firefighter Challenge" realiza-se há 22 anos e é transmitido pelo canal de televisão ESPN.

Este grupo tornou-se notícia quando realizou um calendário ousado. A edição limitada já está esgotada e Daniel André conta que as verbas já têm destino: "a construção de campo de futebol de um externato que apoia crianças desfavorecidas e pertence à Liga de Amigos da Terceira Idade de Setúbal". Depois do sucesso a primeira edição, o grupo está já à procura de patrocinadores para a edição 2015 do calendário.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.