BE não desiste: subida do salário mínimo para 600 euros até final de 2016

O aumento do salário minímo nacional continua a ser uma das bandeiras do Bloco de Esquerda nas negociações com o PS

Catarina Martins, porta-voz do Bloco de Esquerda, mantém a esperança de, nas negociações que decorrem entre BE, PS e PCP, conseguir o acordo relativo à subida do salário mínimo para 600 euros. E, em explicações ao DN, na sequência da entrevista dada pela dirigente do Bloco, a meta temporal defendida para atingir esse valor é até finais de 2016.

"O compromisso do Bloco de Esquerda nas negociações em curso é iniciar o processo de aumento do SMN para 600euro no mais breve período de tempo, sendo que continuamos a defender que seria importante alcançar esse valor ainda em 2016", disse ao DN fonte oficial do partido.

Relacionadas

Últimas notícias

Helena Freitas liderou a Unidade de Missão para a Valorização do Interior (UMVI), uma aposta pessoal do primeiro-ministro, António Costa, para coordenar o Programa Nacional de Coesão do Território (PNCT) e lançar bases sólidas para uma descentralização e reversão das desigualdades entre regiões do país. Mas a catedrática descobriu nos decisores políticos uma "inércia e incapacidade de concretizar brutais". Voltou, em junho passado, à universidade de Coimbra, onde é catedrática e assistiu nesta semana, com "perplexidade", ao caso do Infarmed.

Partilhar

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Portugal
Pub
Pub