Bastonária acusa ministra de falta de planeamento

A bastonária dos Advogados, Elina Fraga, faz um balanço da reforma judiciária e acusa a Ministra da Justiça de falta de planeamento na transferência dos processos judiciais.

Em entrevista à Justiça TV, a bastonária da Ordem dos Advogados acusa Paula Teixeira da Cruz de esconder a realidade. "Os processos físicos foram transferidos em carrinhas de caixa aberta sem que houvesse o devido cuidado, de modo a salvaguardar que os processos iam organizados, por forma a que o tribunal que os recebesse iniciasse a sua tramitação", diz a bastonária eleita em novembro do ano passado.

A representante dos 28 mil advogados acusa o Ministério da Justiça de falta de planeamento: "não houve planeamento, os processos foram atirados para dentro de caixotes, e ainda estão muitos deles armazenados nos parques de estacionamento, nas salas de audiências, sem que ninguém saiba exactamente o que está lá dentro. É preciso falar também nesta dimensão", conclui, na mesma entrevista.

O mapa judiciário entrou em vigor a de 1 de setembro. Durante 45 dias, os 3,5 milhões que teriam de ter sido transferidos para o sistema informático, ficaram 'perdidos' e sem rasto electrónico.

A nova organização judiciária fechou 20 tribunais e despromoveu 27 a secções de proximidade. A Ordem dos Advogados organizou, a 15 de Julho deste ano, um protesto junto ao Parlamento contestando esta nova reforma. Na manifestação estiveram presentes mais de três mil advogados.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).