Marcelo e Costa condenam "ato terrorista" em mensagem conjunta ao rei e a Rajoy

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, enviaram hoje uma mensagem conjunta ao chefe do executivo espanhol e ao rei de Espanha manifestando "total solidariedade" e condenando o "ato terrorista" de Barcelona.

"A notícia do atentado ocorrido esta tarde em Barcelona, do qual resultaram vários mortos e feridos, provocou grande choque e consternação em todo o Povo português", pode ler-se na mensagem publicada na página da Internet da Presidência da República e assinada por Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa.

As duas principais figuras do Estado português manifestam "a total solidariedade de Portugal inteiro para com o nosso Povo irmão de Espanha", mas também a "mais clara condenação por este ato terrorista".

"Consideramos ainda que é de reiterar nesta dura ocasião a importância de uma Europa unida no combate ao terrorismo e na defesa constante e permanente dos valores da democracia, da promoção da paz e do respeito pelos direitos humanos", é ainda referido na mensagem dirigida ao rei de Espanha, Felipe VI, e ao primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy.

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa enviam "assim a solidariedade de Portugal para com todos os espanhóis, e especialmente para com as famílias das vítimas" a quem dirigem os sentimentos do "mais sentido pesar".

Uma furgoneta branca galgou hoje um passeio na zona da Praça da Catalunha, nas Ramblas, atropelando dezenas de pessoas e gerando pânico na zona diariamente frequentada por milhares de turistas, tendo o ataque provocado pelo menos 13 mortos e mais 50 feridos, segundo um balanço divulgado pelo Governo da Catalunha.

"Podemos confirmar que há 13 mortos e mais de 50 feridos", escreveu no Twitter o responsável pela pasta do Interior do executivo catalão (Generalitat), Joquin Forn.

Em declarações aos jornalistas, Forn disse que há "indícios muito claros" de que se trata de um atentado terrorista, se bem que estejam pendentes da confirmação da identidade dos autores.

Durante a tarde o Presidente da República já tinha falado com o rei de Espanha e o primeiro-ministro tinha enviado uma mensagem de solidariedade ao seu homólogo espanhol.

Las Ramblas é uma grande avenida, de 1,2 quilómetros, que atravessa o centro de Barcelona, desde a Praça da Catalunha até ao monumento a Cristóvão Colombo, em frente ao mar.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.