Avião da Easyjet aterrou de emergência em Paris

Voo partiu de Lisboa com destino ao Luxemburgo mas vidro partido obrigou avião a ir para o aeroporto Charles de Gaulle.

O vidro partido numa das janelas do cockpit do avião da Easyjet que na tarde deste domingo fazia a ligação Lisboa-Luxemburgo obrigou a uma aterragem de emergência em Paris.

A informação foi dada pelo próprio comandante aos passageiros, depois de inicialmente ter indicado que a aterragem de emergência se devera a um problema técnico no computador de bordo.

Um dos passageiros explicou ao DN que o Airbus, que deixou Lisboa pouco depois das 18:00 (com hora e meia de atraso), aterrou cerca das 21:30 locais (menos uma hora em Lisboa) no aeroporto Charles De Gaulle.

O voo EZY7655 estava a cerca de meia hora do Luxemburgo mas, por segurança, o piloto comandante optou por aterrar o aparelho em Paris, indicou a fonte.

De acordo com a tripulação, um outro avião da companhia está a caminho de Paris (saído do Reino Unido) para recolher os passageiros e concluir a viagem para, depois, regressar ainda esta noite a Lisboa com os passageiros que deveriam deixar o Luxemburgo cerca das 21:00 horas locais (20:00 em Lisboa).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...