Rui Moreira espera que a população do Porto vá votar no domingo

O candidato independente à Câmara do Porto, Rui Moreira, fez hoje de manhã um balanço positivo da sua campanha eleitoral, afirmando esperar agora que a população da cidade vá votar no domingo e faça "as suas escolhas livremente".

No último dia de campanha para as eleições autárquicas, Rui Moreira, que se recandidata apoiado pelo CDS-PP e MPT, reafirmou que "normalmente os maus políticos são eleitos por bons eleitores que ficaram em casa no dia das eleições".

Questionado pelos jornalistas se está preocupado com a abstenção, o candidato respondeu: "todos nós temos que estar preocupados".

"Espero que seja uma votação à Porto, que as pessoas vão votar e façam as suas escolhas livremente", afirmou.

Numa arruada realizada esta manhã na Baixa da cidade, o cabeça de lista do movimento independente "Porto, o Nosso Partido" afirmou estar "muito satisfeito" com a campanha eleitoral, quer com os seus apoiantes como com o apoio que encontrou na rua.

"Pessoas muito tranquilas, muito satisfeitas com a cidade e muito orgulhosas da cidade, e isso naturalmente dá muita alegria, e também vontade de continuar", sustentou.

Recusando-se a comentar os resultados da sondagem hoje divulgada, que lhe dá a vitória, Moreira destacou, contudo, que a sua candidatura está à espera "que a Entidade Reguladora para a Comunicação Social se pronuncie, e de preferência até à abertura das urnas", sobre a queixa que apresentou contra a sondagem "com truques" realizada pela Universidade Católica de Lisboa (UCL).

"É isso que se espera do regulador, mas naturalmente nós não vamos pressionar ninguém", afirmou.

Nesta sua iniciativa de campanha, Rui Moreira e algumas dezenas de apoiantes saíram da avenida dos Aliados, passaram na praça D. João I, rua Sá da Bandeira, rua Formosa, onde fica o Mercado do Bolhão, e rua de Santa Catarina, entre outras, entregando chapéus de palha e o jornal de campanha, chegando a cantar o hino do movimento e a entoar "O Porto vai votar, o Moreira vai ganhar".

São candidatos à Câmara do Porto o independente Rui Moreira (atual presidente do município), apoiado pelo CDS-PP e MPT, o socialista Manuel Pizarro, Álvaro Almeida, pela coligação PSD/PPM, Ilda Figueiredo, da CDU, João Teixeira Lopes, do BE, Bebiana Cunha, do PAN, Costa Pereira, do PTP, Sandra Martins, do PNR, e Orlando Cruz, do PPV/CDC.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.