Dez detidos por venda ilegal online de bilhetes para concerto dos U2

Foram ainda apreendidos 26 ingressos para o espetáculo

A Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) deteve dez pessoas em flagrante delito por venda ilegal de bilhetes online para os concertos dos U2 em Portugal, tendo ainda apreendido 26 bilhetes, adiantou esta autoridade em comunicado.

Segundo a ASAE, as dez pessoas foram detidas em flagrante delito, em vários pontos do país, pela prática do crime de especulação sobre o valor de venda oficial de bilhetes para os concertos.

"A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), através da sua Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal, tem vindo a desenvolver, desde fevereiro, uma ação de vigilância online da venda de bilhetes, direcionada para o combate à especulação, cuja oferta se encontra a ser divulgada através de diversos sites de anúncios na Internet, para os concertos da banda irlandesa U2, que virá atuar em Portugal no próximo mês de setembro", refere o comunicado da ASAE.

A autoridade adiantou ainda que foram apreendidos 26 bilhetes "com valores unitários faciais que variam entre os 37 euros e 200 euros, que eram transacionados por valores que oscilavam entre os 150 euros e 400 euros, permitindo, aos vendedores, a obtenção de percentagens de lucro acima dos 200%".

Segundo o comunicado, os arguidos já foram presentes a tribunal "tendo sido aplicadas suspensões provisórias de processo, mediante injunções pecuniárias com entrega de valores a IPSS, ou prestação de trabalho comunitário".

A ASAE alerta ainda os consumidores para evitarem a compra de bilhetes "acima do seu valor oficial, uma vez que essa venda constitui um Crime de Especulação, punido com pena de prisão até três anos".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.

Premium

Marisa Matias

Greta Thunberg

A Antonia estava em Estrasburgo e aproveitou para vir ao Parlamento assistir ao discurso da Greta Thunberg, que para ela é uma heroína. A menina de 7 ou 8 anos emocionou-se quando a Greta se emocionou e não descolou os olhos enquanto ela falava. Quando, no final do discurso, se passou à ronda dos grupos parlamentares, a Antonia perguntou se podia sair. Disse que tinha entendido tudo o que a Greta tinha dito, mas que lhe custava estar ali porque não percebia nada do que diziam as pessoas que estavam agora a falar. Poucos minutos antes de a Antonia ter pedido para sair, eu tinha comentado com a minha colega Jude, com quem a Antonia estava, que me envergonhava a forma como os grupos parlamentares estavam a dirigir-se a Greta.