Sporting de Braga confirma buscas da PJ

Em causa alegados esquemas de corrupção nos patrocínios celebrados com a Turismo do Porto e Norte de Portugal

Sónia Silva
António Salvador, diretor-geral da SAD do Braga© IVOPEREIRA /GLOBAL IMAGENS

A Polícia Judiciária (PJ) esteve na SAD do Sporting de Braga para recolher informação sobre o contrato de patrocínio celebrado com a Turismo do Porto e Norte de Portugal, confirmou o clube minhoto.

Em causa, segundo uma notícia do Correio da Manhã, estão alegados esquemas de corrupção nos patrocínios celebrados por aquela entidade, gerida por Melchior Moreira, e visará tabém a SAD do Vitória de Guimarães e empresas públicas, como câmaras municipais.

Perante o pedido da PJ, "o Sporting de Braga confirmou a existência de tal contrato, que aliás foi publicamente oficializado, partilhou a documentação existente e prestou à Polícia Judiciária a sua total colaboração", pode ler-se num comunicado no sítio oficial dos 'arsenalistas'.

"Tal como é público, o clube celebrou com a Turismo do Porto e Norte de Portugal um contrato de patrocínio com vista à promoção do país em Madrid, onde a equipa de futsal disputou, em novembro passado, a ronda de elite da UEFA Futsal Cup", tendo o Sporting de Braga recebido "em troca desta associação para presença da marca nas camisolas que o clube envergou na competição, o valor de 15 mil euros (IVA incluído)".

O Sporting de Braga garante ainda que esta foi "a única relação contratual existente entre as duas entidades" e que "toda a informação sobre a mesma foi disponibilizada".