PSP: "Futuro em Segurança" nas Universidades

O comando de Lisboa quer contribuir para uma "cultura de segurança" e "formação cívica" no meio universitário

Valentina Marcelino
© Filipe Amorim / Global Imagens

O alargamento da Escola Segura às universidades, no âmbito de um projeto designado "Futuro em Segurança" - está a ser desenvolvido pelo Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, de acordo com informação oficial enviada ao DN esta quinta-feira. Conforme o DN noticiou na edição de hoje, o plano desta força de segurança enquadra-se na Estratégia Nacional de Combate ao Terrorismo e, à semelhança do que acontece noutros países, vida envolver os estabelecimentos de ensino superior na prevenção do terrorismo, na deteção de comportamentos de risco e na identificação de sinais de radicalização.

Esta força de segurança vem salientar que este projeto "visa contribuir para uma cultura de segurança e formação cívica e melhorar todos os aspetos da segurança da comunidade universitária na região de Lisboa". Define como principais objetivos aprofundar a "interação entre a PSP e a comunidade do ensino superior; orientar a atuação da PSP para a resolução de problemas de uma realidade e de um público com especificidades próprias, envolvendo as Associações de Estudantes; e reduzir os índices de insegurança objetiva e subjetiva da comunidade do ensino superior, em especial dos estudantes".

A PSP pretende que seja assinados protocolos, cujo conteúdo propõe que "sejam abordados um conjunto de temas relacionados com a segurança, a prevenção criminal e ações de sensibilização para determinados tipos de crime e comportamentos de risco".