Presidente rejeita falar "sobre uma realidade que não existe"

Marcelo Rebelo de Sousa lembra que não há estudos, auditorias ou decisões sobre a entrada da Misericórdia de Lisboa no capital do Montepio.

Manuel Carlos Freire
© João Manuel Ribeiro/Global Imagens

O Presidente da República afirmou esta quinta-feira que "não há problema" com a putativa entrada da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa no capital do Montepio.

"Não há estudos, não há auditoria, não há decisão, não há problema", disse Marcelo Rebelo de Sousa, à margem da visita ao centro de apoio social (CAS) de Oeiras do Instituto de Ação Social das Forças Armadas.

O Presidente "não tem que intervir sobre uma realidade que não existe enquanto decisão, não existe como estudo nem como auditoria", adiantou Marcelo Rebelo de Sousa.

Em causa está a possibilidade, falada há meses, de a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa investir 200 milhões de euros no Montepio Geral, ficando com 10% do respetivo capital.

Sobre o Orçamento de Estado para 2018, o Chefe do Estado referiu que ainda não o examinou e que ainda não sabe quando decidirá sobre o assunto.

Marcelo Rebelo de Sousa também ainda não decidiu como comunicar a decisão aos portugueses, se através de uma mensagem aos portugueses ou de um texto escrito na página online da Presidência da República.