Mulher detida por suspeitas de ter assassinado o marido

Empresário apareceu morto a tiro em outubro passado, em Braga. Viúva é suspeita do crime

David Mandim
PJ de Braga investiga o crime© Paulo Jorge Magalhães / Global Imagens

A viúva de António Ferraz, empresário de Vila Verde que em outubro passado foi encontrado morto a tiro no interior do automóvel, foi hoje detida pela PJ como suspeita do homicídio. O filho também é suspeito do mesmo crime e está a ser procurado pelas autoridades. Foram realizadas buscas em Vila Verde, na residência do empresário, e em Braga, onde terá sido detida a mulher.

O crime ocorreu em outubro de 2017 e a PJ suspeita que tenha sido premeditado. O corpo de António Ferraz, 52 anos, empresário de construção civil, foi encontrando no banco traseiro da sua viatura, uma Mercedes Vito estacionada num descampado em Braga. Tinha um tiro no pescoço. Foi a família, incluindo a própria mulher, que inicialmente deu conta do desaparecimento do homem.

Logo após a descoberta, a PJ ouviu a viúva e o filho e, segundo o Jornal de Notícias, suspeitou desde logo do envolvimento de familiares no crime, tendo prosseguido com a investigação.

Hoje a PJ avançou com buscas e a detenção da suspeita. Os investigadores acreditam que o homicídio possa ter ocorrido noutro local, com o corpo a ser ali colocado posteriormente. O filho da vítima também será suspeito mas ainda não foi detido por se encontrar em paradeiro desconhecido.