Marcelo na 1.ª página de dois jornais egípcios

Esta é a primeira visita de Estado de um Presidente português em 24 anos

LusaArtur Cassiano
 | foto EPA/ETIENNE LAURENT
 | foto Facebook de "Le Progrès Egyptien"

Marcelo Rebelo de Sousa teve esta quarta-feira duas pequenas chamadas de primeira página em dois jornais egípcios, em francês e em inglês, a noticiar a visita de Estado ao Egito que vai iniciar ao fim do dia.

No The Egyptian Gazette, em inglês, surge uma notícia de uma coluna, com a foto oficial de Marcelo, em que se destaca o discurso do chefe do Estado num fórum empresarial, na quinta-feira à tarde, na cidade do Cairo, organizada pela câmara de comércio egípcio e o AICEP.

A fotografia principal deste jornal em língua inglesa vai para outra visita, mas do príncipe de Abu Dhabi, Mohamed bem Zayed el-Nahyan, a ser recebido pelo presidente do Egito, Abdel Fatah al-Sisi.

O encontro com Marcelo e al-Sisi, na quinta-feira de manhã, é destacado pelo Le Progrès Egyptien, em língua francesa, que também menciona o "importante discurso" do Presidente português na Universidade de al-Azhar.

Nos dois jornais é ainda referido que esta será a primeira visita de Estado de um chefe do Estado português ao Egito nos últimos 24 anos.

Marcelo Rebelo de Sousa chega esta quarta-feira ao Cairo para uma visita de Estado de três dias ao Egito, a primeira de um Presidente português em 24 anos.

O último Presidente da República a visitar o Egito foi, em 1994, Mário Soares, 11 anos depois de António Ramalho Eanes, em 1983.

A agenda presidencial estará repartida entre encontros oficiais, as oportunidades de negócio e a economia e a cultura.

O programa oficial só começará na quinta-feira de manhã, com o encontro entre os presidentes dos dois países.

Na comitiva presidencial estão representantes da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e uma dezena de empresários portugueses na deslocação a um país com um mercado potencial de quase 100 milhões de pessoas.

Na sexta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa cumpre uma agenda cultural, visita as pirâmides, o novo museu egípcio e tem encontros com o líder religioso sunita de Al Azhar, Sheikh Ahmed Mohamed el-Tayeb, e com o papa Tawadros II, da Igreja Copta Ortodoxa.