Lisboa gasta 650 mil euros na passagem de ano

Só em cartolas para distribuir nas ruas serão gastos 57 mil euros

Sofia Fonseca
Lisboa, 01/01/2017 - Fogo de artifício no Terreiro do Paço, evento comemorativo da passagem de ano. ( António Pedro Santos / Global Imagens )© ntónio Pedro Santos / Global Imagens

As festas de fim de ano vão custar 650 mil euros a Lisboa, avança hoje o jornal i. A EGEAC (Empresa Municipal de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural), que está a organizar o evento, confirmou o valor a esta publicação. Do valor total, 57 mil euros serão para cartolas para distribuir nas ruas.

Estão a ser preparados três dias de festa para os lisboetas celebrarem o fim de 2017 e o início de 2018 no Terreiro do Paço, com entrada livre. Dia 29, às 22:00, há um concerto de Ana Moura, e no dia seguinte, à mesma hora, atuam Lura e Bonga. A 31, a festa começa, também às 22:00, com Marta Ren & The Groovelvets e continua com os Capitão Fausto. À meia-noite há fogo-de-artifício com música dos Beatbombers e segue-se um concerto que junta Ana Bacalhau, Ana Deus, Lena d"Água, Luís Portugal, Miguel Ângelo, Rui Pregal da Cunha, Samuel Úria, Viviane e Xana.

Segundo o jornal i, que cita o portal de contratação pública Base.gov, os concertos de Capitão Fausto e este que marca o arranque de 2018 são o investimento mais caro da câmara: mais de 137 mil euros (sem IVA). Segue-se o espetáculo de pirotecnia, que ronda os 74 mil euros.

A Madeira terá o fogo-de-artifício mais caro do país, segundo o i: 800 mil euros.

O Porto ainda não publicou qualquer dado acerca do investimento feito para as festas de fim de ano.