Dois deputados solidários com Sócrates

Em notas no Facebook, Renato Sampaio e Isabel Santos aconselharam ao PS "contenção verbal" e "serenidade" em tudo o que envolva Sócrates

João Pedro Henriques
José Sócrates com o deputado do PS Renato Sampaio. Foto de 2011©  Lisa Soares/Global Imagens

Deputado e presidente da concelhia do PS do Porto, Renato Sampaio considerou "hoje é um dia muito triste" por causa da notícia de que José Sócrates se desfiliou do PS.

"Ao contrário de outros, nunca reneguei as minhas amizades, nunca as renegarei em qualquer circunstância, a amizade é um valor que me ensinaram a preservar, José Sócrates é meu amigo e meu camarada", escreveu o parlamentar.

Acrescentando: "Como militante socialista sempre impus a mim próprio uma rigorosa contenção verbal, é o que o PS precisa no momento que atravessamos quando estamos em vésperas de um importante congresso, por isso é indispensável manter a serenidade, é o que farei e até lá nem mais uma palavra a não ser dizer que hoje é um dia muito triste".

Já Isabel Santos, eleita deputada do PS pelo círculo do Porto (como Renato Sampaio), escreveu que "não se apagam incêndios com gasolina!"
O PS - sublinhou - necessita "de serenidade para enfrentar o congresso que se avizinha". Para concluir: "Por isso, até lá, não reagirei. Apenas continuarei a afirmar que Sócrates é meu amigo e camarada e que sempre recusarei linchamentos em praça pública."