Alunos do primeiro ciclo com menos meia hora de aulas por dia

Medida entra já em vigor em setembro. O intervalo da manhã no 1º ciclo passa a integrar o tempo letivo do professor.

DN
© Global Imagens

A partir de setembro, o intervalo da manhã das aulas do 1.º ciclo passa a ficar integrado na componente letiva dos docentes Ou seja: os alunos vão ter menos 30 minutos de aulas por dia, num total de quatro horas e meia por dia.

Assim, segundo noticia o JN, no regresso às aulas, o intervalo passará a fazer parte do número de horas que os professores têm de lecionar por dia - cinco horas letivas, agora divididas não só entre as aulas e o apoio ao estudo mas também com o intervalo. A informação consta já da circular sobre a organização do ano letivo que a Direção-Geral de Educação fez chegar às escolas no final do mês passado. Os horários do 1.º ciclo terão agora de ser reorganizados, responsabilidade que cabe aos agrupamentos.

Na prática, as escolas terão três hipóteses, segundo o JN: começar as aulas mais tarde (9.30 em vez 9.30), alargar a pausa para almoço (de 13.30 para 14.00) ou terminar as aulas mais cedo (15.30). Filinto Lima, presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos de Escolas Públicas, prevê que aumentar a pausa para a almoço seja a opção preferida da maioria dos diretores.

Os pais, ouvidos pelo JN, apelam a que os professores "façam um acompanhamento adequado das crianças fora da sala de aulas", como diz Jorge Ascenção, presidente da Confederação Nacional de Associações de Pais, com o seu congénere da Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação a pedir ainda que "a aprendizagem não seja prejudicada pela falta de duas horas e meia de horário letivo por semana".