Viagem de quadros à China paga pela NOS. Funcionários põem cargo à disposição

A NOS pagou 12.516 euros pelas viagens

Os altos quadros do Estado que viajaram à China a convite de uma empresa associada à Huawei colocaram esta segunda-feira os cargos à disposição, segundo o jornal Expresso. O ECO revelou esta segunda-feira que a empresa parceira do gigante das telecomunicações chinês foi a NOS.

A viagem decorreu entre os dias 2 e 15 de junho de 2015. Os cinco alto quadros dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde foram em classe económica pela companhia aérea Emirates para a China, com outras nove pessoas que fazem parte dos grupos Lusíadas Saúde, Luz Saúde e Mello Saúde.

A NOS pagou 12.516 euros pelas viagens, segundo o ECO.

Os alto quadros são Artur Trindade Mimoso, vogal executivo do conselho de administração, Nuno Lucas, diretor de sistemas de informação, Ana Maurício, diretora de comunicação, Rui Gomes, diretor de sistemas de informação e Rute Belchior, diretora de compras.

O Ministério da Saúde pediu à Inspeção Geral das Atividades em Saúde (IGAS) para averiguar os factos relacionados com a viagem.

"O Ministério da Saúde pediu a intervenção da IGAS para averiguação dos factos e apuramento de eventuais responsabilidades", disse à agência Lusa fonte do Ministério da Saúde.

O Ministério das Finanças, por sua vez, afirmou estar em curso um inquérito da Autoridade Tributária.

Em fevereiro de 2015, outro destacado funcionário do Estado, Carlos Santos, da AT, viajou para a China "com tudo pago".

A notícia foi avançada na edição em papel do semanário Expresso, segundo o qual uma associada da Huawei pagou os custos das viagens de avião e da estada na China a seis funcionários dos ministérios da Saúde e das Finanças, em 2015.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Portugal
Pub
Pub