Acidente com metro matou mulher em Matosinhos

Um acidente com o metro na Estação do Senhor de Matosinhos fez uma vítima mortal

Na tarde deste domingo, um acidente envolvendo o metro na Estação do Senhor de Matosinhos fez uma vítima mortal.

De acordo com o Jornal de Notícias, uma mulher, com cerca de 30 anos, morreu no acidente, cujas circunstâncias ainda estão por esclarecer.

Fonte do Comando Metropolitano do Porto da Polícia de Segurança Pública disse à Lusa que "presume-se que a senhora se tenha colocado entre duas composições do metro [de superfície], terá ficado presa e quando tentou soltar-se foi arrastada por uma composição".

Além do INEM, também elementos da PSP e os bombeiros de Matosinhos/Leça estiveram no local. A corporação de Leça do Balio foi chamada para a limpeza de via e os bombeiros voluntários de S. Mamede Infesta para remover o cadáver.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Islamofobia e cristianofobia

1. Não há dúvida de que a visita do Papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos de 3 a 5 deste mês constituiu uma visita para a história, como aqui procurei mostrar na semana passada. O próprio Francisco caracterizou a sua viagem como "uma nova página no diálogo entre cristianismo e islão". É preciso ler e estudar o "Documento sobre a fraternidade humana", então assinado por ele e pelo grande imã de Al-Azhar. Também foi a primeira vez que um Papa celebrou missa para 150 mil cristãos na Península Arábica, berço do islão, num espaço público.

Premium

Adriano Moreira

Uma ameaça à cidadania

A conquista ocidental, que com ela procurou ocidentalizar o mundo em que agora crescem os emergentes que parecem desenhar-lhe o outono, do modelo democrático-liberal, no qual a cidadania implica o dever de votar, escolhendo entre propostas claras a que lhe parece mais adequada para servir o interesse comum, nacional e internacional, tem sofrido fragilidades que vão para além da reforma do sistema porque vão no sentido de o substituir. Não há muitas décadas, a última foi a da lembrança que deixou rasto na Segunda Guerra Mundial, pelo que a ameaça regressa a várias latitudes.