30 a 40 reclusos vítimas de intoxicação alimentar

O alerta foi dado às 17.33 de sábado. No total, foram 30 a 40 reclusos do Estabelecimento Prisional de Coimbra que sofreram uma intoxicação alimentar e estão sob observação. Apenas um foi transportado para o Hospital de Coimbra.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra, no terreno estão 11 veículos e 24 elementos dos Bombeiros, Cruz Vermelha e INEM.

Apenas uma situação inspirou mais cuidados e por isso o recluso já foi transportado para o Hospital de Combra. O INEM está a fazer a triagem em três salas concedidas pela prisão para o efeito.

Na origem estará o almoço servido pelo refeitório do Estabelecimento Prisional no sábado.

Nenhum guarda prisional ou funcionário da prisão foi afetado.

Exclusivos

Premium

Crónica de Televisão

Os índices dos níveis da cadência da normalidade

À medida que o primeiro dia da crise energética se aproximava, várias dúvidas assaltavam o espírito de todos os portugueses. Os canais de notícias continuariam a ter meios para fazer directos em estações de serviço semidesertas? Os circuitos de distribuição de vox pop seriam afectados? A língua portuguesa resistiria ao ataque concertado de dezenas de repórteres exaustos - a misturar metáforas, mutilar lugares-comuns ou a começar cada frase com a palavra "efectivamente"?

Premium

Margarida Balseiro Lopes

O voluntariado

A voracidade das transformações que as sociedades têm sofrido nos últimos anos exigiu ao legislador que as fosse acompanhando por via de várias alterações profundas à respetiva legislação. Mas há áreas e matérias em que o legislador não o fez e o respetivo enquadramento legal está manifestamente desfasado da realidade atual. Uma dessas áreas é a do voluntariado. A lei publicada em 1998 é a mesma ao longo destes 20 anos, estando assim obsoleta perante a realidade atual.