Bebé de 18 meses que estava desaparecido foi encontrado. "Está bem"

A criança foi entregue às autoridades esta manhã por uma moradora da zona que a terá encontrado

O bebé de 18 meses que desapareceu ontem à noite da casa dos pais em Serzedelo, Póvoa de Lanhoso, distrito de Braga, foi encontrado e "está bem", indicou às 11:15 de hoje a GNR. A criança foi entregue às autoridades por uma moradora da zona que a terá encontrado a cerca de 900 metros de casa.

Desconhecem-se ainda as circunstâncias do desaparecimento da criança, que não era vista desde as 20:00 de ontem. O rapaz estava a brincar no exterior da habitação com o pai e as duas irmãs, os quais se deslocaram momentaneamente ao interior da casa. Terá sido nesse momento que o bebé desapareceu, segundo explicou aos jornalistas, ainda durante a noite, o comandante dos bombeiros locais.

O coordenador da PJ da Braga indicou que não há indícios de crime e que tudo leva a crer que o menino terá desaparecido pelo próprio pé.

Segundo Gil Carvalho, a criança terá andado sem destino até encontrar uma cancela que não conseguiu passar.

Apesar disso, "só depois de concluído o inquérito e por despacho do Ministério Púbico é que o inquérito é arquivado".

Questionado pelos jornalistas sobre o facto de se tratar de um bebé de ano e meio, o responsável pela PJ de Braga disse ter recolhido testemunhos de que o menino "corria e movimentava-se muito bem" o que, em seu entender, "indica que podia percorrer a distância" de cerca de um quilómetro.

As autoridades mantiveram-se no local durante toda a noite, depois de o alerta ter sido dado ontem à noite, cerca de duas horas após o desaparecimento. Esta manhã, as buscas foram retomadas. No entanto, terá sido uma vizinha a encontrar o bebé num terreno baldio.

Ainda durante a noite, segundo avança o Jornal de Notícias, o pai, a mãe e um amigo da família foram transportados para o posto da GNR da Póvoa de Lanhoso, tendo a habitação sido selada. A família estaria sinalizada pela segurança social de Braga.

O Correio da Manhã avança que o pai do bebé foi levado pela Polícia Judiciária durante a madrugada, tendo sido ouvido durante cerca de três horas.

O coordenador da PJ de Braga confirmou que o pai assim como "outras pessoas" estão a ser ouvidas, mas não adiantou qualquer hipótese para o que possa ter acontecido.

Em outubro do ano passado, num caso semelhante, um rapaz de dois anos desapareceu de casa dos avós, em Ourém. Foi encontrado na manhã do dia seguinte, numa zona de mato, a cerca de dois quilómetros de distância.

Ler mais

Exclusivos