INEM corta ambulâncias à noite em oito concelhos

Entre a meia-noite as 8:00, o socorro será assegurado pelos bombeiros

Maia, Guimarães, Chaves, Espinho, Covilhã, Aveiro, Anadia e Amadora são os oito concelhos do país que vão perder ambulâncias à noite, segundo avança hoje o Jornal de Notícias. Este reajustamento de horários, que deixa o serviço de socorro noturno dependente de bombeiros, está relacionado com a falta de técnicos.

Nestes concelhos, entre as 24:00 e as 8:00, o socorro fica dependente dos Postos de Emergência Médica e Postos de Reserva, sedeados nos bombeiros e Cruz Vermelha.

O plano inicial de ajustamento de horários previa a redução de mais de mil turnos por mês - o que representava um corte superior a 8400 horas mensais de socorro -, segundo a mesma fonte, mas o impacto já não será tão significativo. Mesmo assim, há autarcas e funcionários preocupados com a eventual falta de meios para fazer face a situações de urgência.

O INEM informou o JN de que os ajustamentos de horários vão ser feitos em 13 das 56 ambulâncias existentes e realçou que esta é uma medida temporária.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG