INE elimina dados proibidos

O Instituto Nacional de Estatística (INE) diz que as variáveis proibidas pela Comissão Nacional de Protecção de Dados "não constarão da base de dados". São relativas às perguntas que identificam o sexo do parceiro e os não residentes que estiveram no alojamento entre as 00.00 e as 12.00 do dia 21 de Março.

A Comissão deu um prazo de 15 dias para o INE explicar como é que vai eliminar a informação que considera violadora da privacidade dos cidadãos. É que mais de 3,6 milhões de pessoas, um terço da população portuguesa, já respondeu pela Internet e muitos outros preencheram os formulários.

A decisão foi tomada dia 24 de Março, depois de terem sido notificados pelo INE a 10 de Março. As perguntas dos quatro questionários dos Censos 2011 começaram a ser discutidas em 2008.

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG