INE diz que metade dos portugueses recorreram à Internet

Metade da população portuguesa recenseou-se através da Internet, o que corresponde a 5,3 milhões de pessoas, residentes em 1,9 milhões de alojamentos, avançou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em comunicado hoje divulgado, o INE refere ainda que a Região Autónoma da Madeira e a região Norte foram as que registaram maior afluência à Internet, com valores acima da média nacional. Até ao momento, estão já recenseadas 8553 mil pessoas, 5.333 mil através da Internet e 3.220 mil através do formulário em papel, sendo que, à excepção de Lisboa e dos Açores, a taxa de resposta (tanto em papel como pela Internet) nas restantes regiões é superior a 80 por cento. Para o INE, "o balanço desta inovação nos Censos 2011 é inquestionavelmente muito favorável", estimando-se que 50 por cento da população portuguesa se recenseou através da Internet entre 21 de Março e 12 de Abril, "após alargamento do prazo por 48 horas, devido à persistência de elevado afluxo diário de respostas".

De acordo com o INE, na Bulgária a na Lituânia, os únicos países da União Europeia que já concluíram os Censos 2011, a taxa de resposta via Internet foi de 41,2 e 25 por cento, respectivamente, valores inferiores às estimativas para Portugal. Nas próximas semanas, os recenseadores do INE vão continuar no terreno para recolher os questionários em papel devidamente preenchidos, mantendo em funcionamento a linha de apoio telefónico, nos dias úteis entre as 09.00 e as 20.00.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG