Familiares de vítimas protestam no parlamento

Vestem camisolas brancas com o número 64, que corresponde ao número de mortos nos fogos de 17 de junho

Dezenas de familiares e amigos das vítimas dos fogos florestais de junho, em Pedrógão Grande, estão hoje nas galerias da Assembleia da República, protestando, em silêncio, com camisolas com o número de mortos: 64.

O parlamento debate hoje o relatório da Comissão Técnica Independente (CTI) sobre os incêndios que começaram em 17 de junho e duraram duas semanas.

Os fogos estenderam-se a concelhos vizinhos, provocando ainda numerosos danos materiais em habitações e empresas em Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Góis, Pampilhosa da Serra, Sertã e Penela.

A maior parte das vítimas mortais perderam a vida na tentativa de fuga às chamas pela estrada nacional 236, mas este relatório eleva o número para 65, contabilizando como vítima mortal uma mulher que foi atropelada na ocasião.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG