Hoteleiros preveem Natal e passagem de ano com melhores resultados

Previsões apontam para uma taxa de ocupação média de 61%.

A Associação de Hotelaria de Portugal (AHP) prevê um Natal e uma passagem de ano com melhores resultados do que os de 2013, e estima que 2014 encerre com melhorias na taxa de ocupação e no preço por quarto (RevPar).

"Prevemos terminar o ano com uma taxa de ocupação média de 61% e um RevPar (preço por quarto disponível) de 41 euros", representando face a 2013 aumentos de 2,48 pontos percentuais e 5,67%, respetivamente, disse a presidente executiva da associação, Cristina Siza Vieira, num encontro em Lisboa com a imprensa.

A associação estima ainda encerrar este ano ultrapassando os 15 milhões de hóspedes e as 45 milhões de dormidas, e acredita que as receitas - que até setembro foram de oito mil milhões de euros - deverão atingir os 10 mil milhões de euros.

Com base num inquérito aos associados, a AHP diz a perspetiva para 2015 é positiva, seja em termos de receitas, taxa de ocupação, preço médio por quarto ocupado e RevPar.

"Tradicionalmente, os empresários são mais prudentes quanto ao preço médio por quarto, mas surpreendentemente este ano 64% diz que o preço vai ser superior", afirmou.

O inquérito revela ainda que os empresários identificam os custos da água, gás e eletricidade e o quadro fiscal como os principais constrangimentos à sustentabilidade do negócio, e que abrandaram na intenção de encerrarem as unidades hoteleiras no inverno.

As estimativas da hotelaria indicam ainda que as regiões norte, centro, Lisboa e Madeira vão ser as que no final do ano vão ter as melhores taxas de ocupação por quarto e o melhor RevPar, face a 2013.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG